sábado, 8 de agosto de 2009

Morte de um lutador


Nesta madrugada de sábado faleceu o professor Manoel Amaral. Manoelzinho, como era carinhosamente chamado pelos seus companheiros de luta, sempre esteve presente em todos os movimentos por justiça e liberdade, no Pará e no Brasil.
Transcrevo a despedida feita pelo ex-presidente do Sintepp, Eloi Borges.

Travaste tua última batalha,
Solitário mas não sozinho.
Estávamos contigo mesmo sem estarmos junto a ti.
Quão efêmera tua vida!
Quão injusta tua partida!
Em nossa luta permanecerão teus sonhos.
Como se fora uma estrela cadente tua breve e brilhante luz jamais será
esquecida.
Hoje a floresta silenciou para escutar o uirapuru lamentar a morte de
um guerreiro.
Adeus, mano!
Adeus, Manoelzinho!

2 comentários:

Ananindeua Debates disse...

Manuel Amaral (manuelzinho), dedicou sua vida a luta do povo, ainda muito jovem começou sua militância na esquerda socialista, era um dos melhores da sua geração.
saudações socialistas,

Manuelzinho gritamos, presente!
Rui "Baiano" Santana

Sandro Ferreira disse...

Conheci Manoel na década de 90 quando ainda era militante do M.E. secundarista nas atividades nacionais da juventude da APS, na época Força socialista. De cara grande admiração, por ele, por Levi.
Grande lutador, apesar de não vê-lo a mais de 15 anos, sinto neste momento imensa tristeza.

Sandro Augusto - Bahia